PALACIO DE QUELUZ SALA DO LANTERNIM

My Image

VISITA VIRTUAL 360º

My Image
Planta localização da Capela

Faz de charneira entre o volume nascente do Palacio e o volume sul onde se encontram os aposentos da princesa, e tem ligação com a Capela. Por não ter contacto com o exterior, era chamada de Sala Escura. Durante a primeira invasão francesa, Junot deu ordem para abrir este lanternim, sacrificando a decoração do tecto de tela pintada. Esta obra não chegou a ficar concluida, por falta de pagamento dos operários, e foi no final de 1809 que D.João VI ordena a reposição do lanternim tal como os franceses tinham planeado.
A Infanta Regente D. Isabel Maria, administradora da Casa do Infantado em nome do irmão Infante D.Miguel, mandou restaurar esta sala durante o período de exilio do Infante em Viena de Áustria, para o alojar após o seu regresso em 1828. Apesar disso não acontecer, ficou a dominar esta sala o retrato pintado de D.Miguel pintado em 1824 por Giovanni Ender em Viena.



My Image
My Image