PALACIO DE QUELUZ SALA DO TRONO

My Image

VISITA VIRTUAL 360º

My Image
My Image

(PT) Sala do Trono

Também chamada de Casa Grande, é a maior de três salas de aparato do Palácio. A sua construção de 1768, da segunda fase constructiva do palácio, pelo Arquitecto Francês Jean Pierre Robillion. Destinava-se às audiências oficiais e deve-se ao casamento de D.Pedro com a sobrinha, futura Rainha D.Maria.
Esta sala segue o estilo rococó, abre-se com portas-janelas para o Jardim Novo ou Jardim de Malta,e no seu interior a talha foi concebida pelo escultor-entalhador Silvestre de Faria Lobo.
Utilizada nos primeiros tempos para as grandes festas e recepções de D.Pedro, só com o decorrer dos anos se viria a transformar em Sala do Trono. Durante o reinado de D.Maria I (1777-1816) e até ao tempo de D.Miguel seria usada para sessões de Teatro.
Neste salão tinham lugar grandes recepções da Corte, entre 1794 (ano do incêndio do Palácio da Ajuda) e 1807, quando da fuga da Corte para o Brasil.
Em 1799 o Principe Regente manda substituir o dossel primitivo, o mestre armador João Pedro Alexandrino aproveitando o escudo e as figuras arma o dossel novo com damascos e seda de cor azul, vermelha e branca, bordados a ouro. Em 1806 a decoração mudaria para azul, sucedendo-lhe em 1831 o tom carmesim.
A Sala do Trono serviu ainda de corpo de igreja em ligação com a Sala de Música, que se armava em Capela-mor, aqui se tendo baptizado todos os filhos de D.João VI e de D.Carlota Joaquina de Borubon.



My Image
My Image